Mamães de Asas: viajando sem meu filho, e agora?

Mamãe de asas-viajando sem meu filho

Chega um momento da carreira da profissional que ela precisa retornar a rotina ou “abraçar” novos desafios em prol de seu desenvolvimento, eis que surge a necessidade de realizar viagens a trabalho, mas como lidar com esta situação após a maternidade?

O primeiro passo é não se sentir culpada, é lembrar que você não será nem a primeira e nem a última mãe nesta situação e que seu filho com o passar do tempo entenderá!

Muitas profissionais já viajavam bastante antes da maternidade e já estavam até acostumadas com a distância de casa, mas agora tendo seu(s) filho(s) esta rotina pode se tornar muito difícil.

O vínculo mãe e filho só se intensifica cada vez mais com o passar do tempo, e é por este motivo que as ausências ficam cada dia mais difíceis, assim como a solicitação pela presença e por mais momentos com a mamãe é maior.

Se as viagens fazem parte de sua rotina de trabalho então à única saída é se acostumar com elas! Algumas dicas são bem vindas para que estes momentos sejam menos difíceis:

Converse francamente – Independente da idade de seu filho, a conversa sincera é a melhor solução. Explique o motivo de sua ausência, mostrando que para você também será difícil ficar longe.

Mostre que retornará- Deixe bem claro que retornará! Pense em uma maneira de auxilia-lo na contagem do tempo (um calendário para ir assinalando é uma solução lúdica e que mostrará que você está chegando), para reduzir a ansiedade de seu filho! Se for pequeno, apenas mostre que voltará!

Não perca o contato– Durante o tempo que estiver ausente, contate seu filho diariamente. Atualmente existem diversas ferramentas ( celular , tablet , redes sociais ) que apoiam este contato com seu pequeno.  Caso não tenha esta possibilidade, mande ao menos uma mensagem diária no celular do seu marido ou familiar que está cuidando dele para ele escutar sua voz.

Atividades- Mamãe e Pequeno – Combine com a criança atividades para ela fazer na sua ausência. Desta maneira, ficará algo para fazerem juntos no seu retorno (desenhar no calendário, fazer um desenho para você, aprender uma história para contar, etc.). O importante é que você veja junto com a criança o que ela fez!

Organize sua ausência- Pense em quem vai leva-lo a escola e às atividades “extras”, a festinhas, encontros, enfim,  alinhe com o responsável de forma que o  seu pequeno  não saia da  rotina dele, e que suas atividades sejam mantidas dentro do possível.

Apoio da família- O carinho do pai, dos avós,  de parentes próximos deve ser potencializado na sua ausência, para que a criança sinta o menos possível e para que seu comportamento não se altere na escola ou no dia-a-dia.

Planeje algo especial– Pense em algo gostoso, intenso e diferente para fazer com seu filho em seu retorno e fique perto dele o maior tempo que conseguir, brinque, se divirta com ele!

Sei que esta rotina de viagens é complicada depois da maternidade, mas também entendo que ela seja necessária para a maioria das profissionais hoje em dia, mesmo que as ausências não sejam frequentes, um dia ela poderá acontecer e você deve estar preparada!

Mamãe de asas-viajando sem meu filho 2

O importante é sempre mostrar para o seu filho o quanto o ama e que não está o abandonando, que estas ausências fazem parte do seu trabalho e o quanto é maravilhoso voltar para casa e estar novamente ao lado dele!

Brinquedos nos Estados Unidos – Muito além da loja da Disney

Para quem já teve a oportunidade de visitar lojas nos Estados Unidos sabe que as de brinquedos também são uma perdição! Confesso que, muitos dos brinquedos aqui em casa foram comprados porque eu vi e gostei. Nesse texto compartilho brinquedos e lojas um pouco diferentes, afinal Toys”r”us, Target e Walmart muita gente já conhece. Gosto de brinquedos educativos, de antigamente, de madeira, instrumentos musicais e etc. Agora, entramos numa fase em que ele tem suas preferências e muitas vezes só o McQueen ou os carros (polícia, bombeiro, ambulância, escavadeira, trator) da marca Tonka divertem, mas os brinquedos da marca Melissa & Doug ainda fazem muito sucesso, principalmente quando eu sento para brincar junto. São quebra-cabeças, brinquedos de montar em tamanho grande e de fácil manuseio para crianças menores!

Child-at-Play-with-Puzzle.png Melissa

No Brasil, ainda não conheço nada parecido no que se refere ao quebra-cabeças do M&D, mas pelo Elo 7 encontrei alguns artesãos e profissionais com trabalhos similares como carrinhos e peças de montar, além da marca KitoPeq. É só digitar brinquedos de madeira na busca do Elo7.

Kitopeq

MAIS: 8 brincadeiras super divertidas para o fim de semana com chuva

A Lakeshore também é uma loja de brinquedos educativos para crianças de todas as idades que professores americanos adoram e que também ganhou meu coração. Foi nessa rede que eu encontrei a tal da areia sensorial que não faz bagunça! (Na hora pensei, americano não perde tempo mesmo, vende até areia.) A areia é úmida e tem algum produto que não deixa esfarelar e espalhar muito.

kinect sand

A Gymboree famosa pela loja de roupas possui um braço educativo com aulas em que mães e pais brincam juntos. A lista de brinquedos à venda é pequena, mas interessante. Essa bola é perfeita para aquela idade em que os bebês levam tudo à boca.

bolas gymbo

Se você tiver alguma dica bacana de brinquedos educativos seja no Brasil ou Estados Unidos, escreva para nós: Informação boa a gente compartilha.

ContatoPolli

Dica: Para as leitoras do blog que gostariam de ter acesso a esse mundo de consumo americano (muitas vezes não disponível em lojas físicas brasileiras), existem profissionais que realizam recepção e reenvio de compras dos EUA para o Brasil. Funciona assim: você realiza a compra nos sites americanos com o seu cartão de crédito internacional e envia para o endereço desse profissional nos Estados Unidos. Depois,essa pessoa reenvia para o endereço brasileiro a compra. A Manu é uma brasileira que faz esse serviço, para detalhes escreve para ela no manupersonalshopper@hotmail.com .

Serviço:

www.elo7.com.br/ruaraimundomacedo – esse artesão baseado em Minas faz carrinhos, peões e demais brinquedos de madeira lindos e por um preço acessível.

www.kitopeq.com.br – pontos de venda em lojas físicas de diversas cidades brasileiras e pelo site.

www.melissaanddoug.com  se der sorte em lojas como Ross, Marshalls e TJ Max pode encontrar os mesmos itens vendidos online por preços mais camaradas.

http://www.lakeshorelearning.com  também vende pela internet e possui outlets em algumas cidades dos EUA.

http://www.gymboree.com/shop/boys-play-music  bolas de sabão, bolas sensoriais, cds e mini instrumentos musicais são as opções da Gymboree.

Vale lembrar, qualquer brinquedo será muito mais legal se sentarmos e curtirmos a brincadeira ao lado do filhote!

Viajando Disney

Hoje o blog recebe uma convidada especial: Dani Valio, do canal Viajando Disney, conta um pouco sobre sua paixão pelo mundo Disney e dá dicas sobre o roteiro ideal por faixa etária.


Meu nome é Daniela e desde os meus 14 anos, quando fui para a Disney pela primeira vez, virei uma apaixonada pela Disney.

Não é só pela beleza do lugar, mas pelo que a Disney representa e pelo que ela me transmite. Sinto “cheiro” de magia e felicidade intensa no ar.

A Disney é uma potência que conquistou o mundo vendendo sonhos e momentos inesquecíveis.

A Disney consegue agradar “crianças” de todas as idades e ainda fazer com que elas queiram voltar.

Pelo bom astral e a sensação de felicidade plena que sinto lá, passei a voltar com frequência e com isso, as pessoas passaram a me pedir dicas sobre esta inesquecível e maravilhosa viagem.

Disney por faixa etária, Disney para crianças pequenas

Depois de muitas dicas dadas para conhecidos e amigos, um deles, notando minha total empolgação ao falar sobre a Disney, me perguntou porque eu não compartilhava as dicas no Youtube.

E assim surgiu o Canal Viajando Disney , o canal das suas férias, que compartilha dicas sobre Disney, Orlando e outras cidades da Flórida.

Todas as vezes que as pessoas me pedem dicas, me perguntam diversas coisas, como onde ficar, onde comer, onde comprar, o que visitar, mas a pergunta mais frequente entre os pais é: “Qual a idade certa para levar as crianças/ filhos aos parques?”

A resposta é simples e direta: “Não existe idade certa para ver coisas lindas, sentir uma energia super gostosa e ver que existe um lugar super mágico neste mundo”.

Contudo, acompanhando a reação de minha filha, que visita a Disney anualmente, desde que estava em minha barriga, posso dizer que ano após ano, ela aproveita e se deslumbra mais.

Assim que vou fazer meus comentários por faixa etária, de forma que vocês possam resolver quando e onde ir.

Disney por faixa etária, Disney para crianças pequenas

Bebês, crianças, adolescentes e adultos: Parada obrigatória no Magic kingdon, primeiro parque criado pelo Walt Disney e que fez de Orlando este lugar tão divertido. Este parque é mágico e para mim, é o coração da magia em Orlando.

Bebês e crianças de 0 a 4 anos: ficarão encantadas com a beleza que há no lugar, mas pouco vão absorver. Para esta faixa etária recomendo os seguintes parques em ordem de prioridade: Magic kingdon, Hollywood Studios, Sea World e Universal Studios Scape. Todos os parques aquáticos, dependendo da época do ano, é claro.

Crianças de 4 a 8 anos: ficarão muito encantadas com a beleza que há no lugar, e já conseguem absorver tudo, histórias, magias e elas realmente acreditam (e eu também) que lá os sonhos se realizam. Para esta faixa etária recomendo os seguintes parques em ordem de prioridade: Magic kingdon, Hollywood Studios, Animal Kingdon, Sea World e Universal Studios Scape. Todos os parques aquáticos, dependendo da época do ano, é claro.

Crianças acima de 8 anos, adolescentes e adultos: ficarão muito encantadas com a beleza que há no lugar, com a magia e querem curtir ao máximo. Se as crianças não gostarem de atrações radicais (tipo montanha-russa e quedas d’água), recomendo: Magic kingdon, Epcot Center, Sea World e Universal Studios Scape.

Agora se as crianças gostarem de atrações mais radicais sugiro: Magic Kingdon, Universal Studios Island of Adventure, Bush Gardens, Hollywood Studios, Universal Studios Scape e Animal Kingdon.

Disney por faixa etária, Disney para crianças pequenas

É claro que essas são minhas dicas/sugestões, mas havendo tempo para fazer todos os parques, é claro que todos valem muito a pena. Na Disney você só se arrependerá de uma coisa: De ter que ir embora!!!!!

Caso tenham alguma outra dúvida, por favor, mandem um email para o endereço abaixo que terei o maior prazer em responder.

Email Dani Valio

O que posso garantir, é que não importa a idade que tenha, você vai se divertir muito na Disney e vai trazer na bagagem recordações maravilhosas e inesquecíveis.

Abraços para todos e boa viagem!


Disney por faixa etária, Disney para crianças pequenasDaniela Valio é mãe da Juju, apaixonada pela Disney e compartilha dicas em seu canal do Youtube Viajando Disney.

 

O que levar em viagens com crianças

Julho é mês de férias e muitas famílias aproveitam para viajar com as crianças. Quem se aventura com os pequenos, seja para uma viagem curtinha até a casa da vovó ou uma viagem internacional de avião, sabe que preparação é tudo. Se as crianças terão que ficar sentadas, quietinhas, é bom ter distrações para que o tempo passe mais rápido e a viagem seja mais tranquila. Aqui, uma seleção de itens salva vidas que podem ajudar nessa jornada!

O que levar em viagens com crianças, maternidade hoje

1- Tablet: há quem não goste, há quem julgue, mas a verdade é que poucas coisas entretêm as crianças tão bem como um tablet. Dá para jogar, assistir desenhos, ouvir música. E a viagem passa bem rapidinho! O Samsung Galaxy Tab 3 Lite tem uma boa relação custo benefício e é uma ótima opção para crianças

2- Fone de ouvido infantil: além do tamanho adequado para crianças, esse fone da Philips tem limitador de volume para proteger a audição dos pequenos.

3- Carregador universal: celulares, tablet, máquina fotográfica, filmadora… São tantos aparelhos para carregar! Melhor ter um carregador universal como esse que dê conta de tudo!

O que levar em viagens com crianças, maternidade hoje

4- Livros para colorir: didáticos e divertidos, são um ótimo passatempo para as crianças. O Livro Para Colorir Junto vem na moda dos livros de colorir para adultos e tem uma proposta bem legal: é um livro grande, feito para ser colorido em dupla. Que tal entrar na onda e pintar junto com as crianças?

5- Giz de cera: mais seguro que lápis, porque não tem pontas, menos arriscados que canetinhas, que (socorro!) pintam paredes e estofados.

O que levar em viagens com crianças, maternidade hoje

6- Travesseiro: os de bichinhos como esse da KaBaby servem para acomodar melhor o pescoço na hora da soneca e viram brinquedos enquanto a criança estiver acordada. Dupla função!

7- Manta: para viajar no inverno (ou no ar condicionado), uma mantinha dá aquele aconchego na hora da soneca!

O que levar em viagens com crianças, maternidade hoje

8- Bolsa térmica: frutas, bolachinhas, sucos… Não dá para pensar em sair para viajar com as crianças sem um bom estoque de lanchinhos. Uma bolsa térmica que não seja muito grande é uma mão na roda para manter tudo fresquinho. Essa, da Skip Hop, é garantia de sucesso com as crianças.

9- Álcool Gel: como nem sempre dá para lavar as mãos adequadamente durante as viagens, é sempre bom ter na bolsa um frasquinho de álcool gel.

Viagem com crianças

Planejamento e pesquisa são palavras-chave quando quero ir para um destino bacana com a família. A última, em hotel tudo incluído, foi reservada com 7 meses de antecedência e entrou na minha lista de top 3 para o que considero férias:

  • Não ter de pensar e nem colocar em prática o cardápio da semana;
  • Desfrutar de uma refeição inteira quente sem ser intorrompida para dar água, trocar fralda ou acudir criança em apuros;
  • Dormir a noite inteira e, às vezes, acordar só quando o olho abrir mesmo;
  • Divertir-se com marido e filhos sem pensar na organização da casa!
  • Nessa experiência tudo foi possível porque tínhamos ao redor 4 avós, 5 tios, 2 priminhos e um lugar maravilhoso e com infra-estrutura! Obrigada!

Bahia

O hotel é o Grand Palladium Imbaçaí e oferece recreação para TODAS as idades, tem diversos restaurantes. O que mais gostei foram: as opções de papinha no buffet; o espaço, além piscina e areia, para os pequenos que engatinham e ainda não têm idade para as brincadeiras da colônia; o show infantil todas as noites e o preço!

Grand Palladium Bahia

Para qualquer destino consulto as revisões do TripAdvisor.com. É uma baita fonte de pesquisa, que com opiniões diversas é possível equalizar os altos e baixos do lugar e chegar com a expectiva certa.

Nassau – Bahamas

Para quem viaja para os Estados Unidos e não é muito ligado em Geografia, esse lugar paradisíaco fica a 40 minutos de avião de Miami. O hotel mais famoso lá é o Atlantis, para nossa família não valeria a pena porque não aproveitaríamos tudo que o hotel oferecia. Por isso escolhemos o Melia, não tem todo o borogodó brasileiro do Grand Palladium, mas esse mar ali embaixo vale a visita.

Melia Bahamas

E o mais inesquecível, econômico e legal de todos!

Férias na casa das vovós, tem coisa melhor?

Viagem para casa da vovó

Sonhe, economize e planeje-se que tudo vai conspirar!

Este post não é patrocinado. Apenas compartilho experiências e produtos que são e foram úteis para minha Maternidade Hoje!