A menina e a operadora de caixa do supermercado

Compartilhando uma história fofa mas ao mesmo tempo cheia de significado: Sophia, uma menina branca de dois anos de idade, escolheu uma boneca negra em uma loja. Quando a operadora de caixa comentou sobre a cor de sua pele e se ela não preferiria uma boneca que parecesse mais com ela, Sophia teve a resposta perfeita.

Essa é a tradução do post feito pela mãe de Sophia, Brandi Benner, no Facebook:

“Nick e eu dissemos a Sophia que, depois de um mês inteiro de cocô no peniquinho, ela poderia escolher um presente especial. Ela, é claro, escolheu uma boneca nova. Bonecas são uma obsessão. Enquanto estávamos no caixa, a operadora perguntou a Sophia se ela estava indo para uma festa de aniversário. Nós duas lhe demos um olhar vazio. Ela então apontou para a boneca e perguntou a Sophia se ela escolheu aquele presente para uma amiga. Sophia continuou a olhar fixamente e eu respondi que a boneca era um prêmio para Sophia pelo desfralde. A mulher me lançou um olhar intrigado e virou-se para Sophia e perguntou: – Tem certeza que é a boneca que você quer, querida? Sophia finalmente respondeu: “Sim, por favor!” A caixa disse: “Mas ela não se parece com você, temos muitas outras bonecas que parecem mais com você”. Eu imediatamente fiquei com raiva, mas antes que eu pudesse dizer qualquer coisa, Sophia respondeu com “Sim, ela parece. É uma médica como eu sou uma médica. E eu sou uma menina bonita e ela é uma menina bonita. Vê seu cabelo bonito? E o seu estetoscópio?” Felizmente a caixa decidiu abandonar a questão e apenas responder, “Oh, isso é bom.” Esta experiência apenas confirmou minha crença de que não nascemos com a ideia de que a cor importa. A pele vem em cores diferentes, como o cabelo e os olhos e todas são bonitas.”
Sophia

O Reforço Positivo e Quadros de Incentivo

Alguns dias atrás, assisti a uma palestra feita pelo Dr. Ivan Joseph, diretor esportivo e ex-técnico de futebol. Ela falava sobre suas estratégias para conseguir o máximo desempenho de seus atletas, a principal delas: reforçar o comportamento positivo.

Ao invés de apontar erros constantemente, o ex-treinador preferia elogiar outro companheiro da equipe, ressaltando suas habilidades. Menos ênfase nos “Fulano, olhe como você joga mal a bola!” e mais em “Beltrano, excelente a forma como você dobrou os joelhos, flexionou levemente os braços e girou para jogar a bola, parabéns!”. Segundo ele, quando criticado, o atleta se sente inferiorizado, ao passo que ao observar o outro colega sendo elogiado, sua tendência seria buscar copiar o comportamento positivo.

educação, maternidade hoje

Verdade seja dita: ninguém gosta de ser criticado e punido. Crianças, menos ainda. Mas como dizia Içami Tiba, “quem ama, educa” e não tem jeito, tem hora da bronca e a criança precisa entender que quem pisa na bola sofre consequências. Mas bronca o tempo todo é chato demais, para quem leva e para quem dá.

MAIS: Birra

E aí entra a história do reforço positivo. Ressaltar o que é correto, o que é bem feito. Por exemplo, arrumar o quarto é obrigação, mas dá para ressaltar com um pequeno elogio que demonstre seu reconhecimento, como “seu quarto ficou bem arrumado, parabéns” e outros exemplos, como “obrigada por ajudar seu irmão”, “muito bem, guardou seus brinquedos” e por aí vai.  E com a devida proporção. Não é necessário fazer nenhuma grande festa ou dar grandes prêmios por pequenos gestos.

Quando tiver que corrigir um comportamento, vale também ressaltar o que é bem feito por outras crianças. Mas observe bem quando aplicar a técnica. Ressaltar o comportamento positivo de outras crianças no meio de um ataque de birra é válido, mas não muito eficiente. Aproveite os momentos em que a criança estiver tranquila e procure mostrar o que é legal. Com cuidado para não comparar em excesso. Lembre-se que o objetivo é ajudar a criança a entender o que é um bom comportamento através de um exemplo, não compará-la com outros.

Quadros de incentivo também são uma ótima forma de aplicar a técnica do reforço positivo. Aqui em casa estamos usando um desses para o desfralde, com algumas sugestões para você imprimir. Clique no seu favorito para ver em tamanho grande e imprimir ou visite nosso painel no Pinterest para ver outras opções. E assim estamos descobrindo que educar é bastante trabalhoso, mas a gente pode fazer disso algo mais leve e em alguns momentos, até divertido!

Imagens: Cool mom picks, Happiness is Homemade, Momma Knows, Potty Training Online, Elo7