Comprando muito com poucos dólares – Depois do Black Friday

Se você está viajando para os Estados Unidos com verdinhas contadas essas dicas podem te ajudar. Antes de ir para qualquer outlet sugiro planejar e fazer a lista do que realmente quer e dar uma pesquisada em sites americanos sobre o valor, comparando-os com o do Brasil. Pode ser que aquele telefone ou tênis bacanudo não compense suas verdinhas. Existem fornecedores no Brasil que ainda têm estoques para vender com valores de câmbio antigo e um pouco mais atrativo.

Compras 1

Imagem: Rafael Castillo

Quando recebo visitas sugiro, SEMPRE, (nessa ordem de lojas) começar pela Ross stores.com

É um pouco trabalhoso porque tem o fator sorte, de você encontrar uma loja organizada e recheada de produtos, e o fator paciência: ter que buscar de arara em arara o que é do seu gosto. Se der sorte vai encontrar marcas excelentes de roupa, calçado e itens de casa, decoração, cama, mesa, banho e malas para colocar tudo isso, pelos melhores preços. O problema aqui é que nem sempre você encontra toda a numeração de modelos de roupas e calçados. É o que tiver exposto e ponto.

Regra que também vale para a segunda loja da minha lista: a Burlington coatfactory.com. Muitas têm a seção Baby Depot, com opções para fazer um enxoval de bebê completo, e brinquedos excelentes por $5 verdinhas. Burlington é mega loja, reserve pelo menos umas 3 horas para poder olhar com calma tudo que tem lá dentro.

Burlington

Imagem: Mike Mozart

Marshalls, Home Goods e TJ Maxx pertencem ao mesmo grupo. Produtos excelentes por preços camaradas. Se depois de visitar essas lojas você ainda não encontrou todos os itens da lista, vá para o outlet mais próximo com cupons em mãos. Se você se cadastrar no site do Premium, por exemplo, recebe um livrinho de descontos. O problema desse livrinho é que grande parte dos descontos precisam atingir um valor mínimo de compra, nem sempre precisa-se gastar $75 na Gap ou Levis para ter 20% de desconto. Outra opção, às vezes muito melhor, é dar um Google com o nome da loja que você gosta/quer e a palavra cupom. Dá para encontrar descontos sem valor mínimo de compra.

E para conhecer as lojas estilo $1.99 dos Estados Unidos procure: Dollar Tree, 99C, Dollar General e Family Dollar.

Boa sorte e boas compras!

Canguru: útil ou inútil?

Quando pensamos em levar os bebês para passear, logo vem à cabeça carrinhos ultra sofisticados (e caros). Mas que tal levar seu bebê para passear pertinho de você, em um canguru? Será que funciona? Pais e bebês se adaptam facilmente a ele?

Os preços no Brasil variam entre R$ 70 e R$ 480 (quanta diferença!). A grande maioria deles permite levar o bebê de frente ou de costas (ou olhando para a mamãe/papai ou para o mundo) e em geral suportam crianças de 3,5 kg a 12 ou 15 quilos. Mas melhor esperar que o bebê consiga sustentar a própria cabeça antes de começar a usar, ou seja, a vida útil do canguru iria dos 4 meses até um pouco mais de 1 ano. Vale a pena o investimento? Lançamos a pergunta aqui no blog e em nossa comunidade no Facebook para saber: canguru, útil ou inútil?

Útil!

Usei muito, principalmente ao levar o bebê para a escolinha. Me liberava as mãos e ele ficava bem a vontade, além de não sobrecarregar os braços pois há um equilíbrio do peso do bebê!

Vanessa Pozzebon

Inútil!

Para mim não teve utilidade nenhuma, meu filho odiou, já insisti várias vezes e ele não gostou… Grita sem parar… Sei que muitas pessoas gostam, mas como é algo caro – pelo menos o meu foi – recomendo que você tente pegar emprestado e ver se seu bebê se adapta e antes de comprar um.

Raquel Klug

E o resultado da nossa pesquisa foi:

Maternidade Hoje, útil ou inútil, canguru

E nossa próxima avaliação é sobre Protetor de Berço! E aí, útil ou inútil? Dê sua opinião na enquete abaixo, compartilhe e se quiser contar sobre sua experiência ou sugerir outros itens para serem avaliados, deixe seu comentário, vamos adorar!

 

Ama sapatos? Visite Jaú!

A aproximadamente 300 km da capital, Jaú é uma cidade no interior do estado de São Paulo conhecida por ser um polo produtor de calçados femininos. Quem ama sapatos (eu!) se diverte bastante por lá.

O principal parque de diversões das shoeholics na cidade é o Território do Calçado (Av.Totó Pacheco, 1647). São mais de 200 lojas e ótimos preços.

Alguns achados por lá:

Calçados femininos Jaú

1- Ana Candida, sapatilha preta , R$ 34,90 / 2- Tona Túnica, peep toe preto salto dourado, R$ 109,90 / 3- Claudia Bianco na Claudina, scarpin vermelho, R$ 78,00 / 4- Anavy – sapatilha mãe e filha, R$ 29,90 cada

Para as crianças também há opções fofas e com preço super camarada…

Calçados Jaú infantil

1- Dondoca, mocassim, R$ 28,00 e sandália, R$ 29,00 / 2- Amora – sapatilhas infantis, R$ 25,00 cada

Jaú também é famosa por seus restaurantes. Entre as compras, visite Pouso Alegre de Baixo, um bairro rural com acesso pela estrada Leônidas de Almeida Prado. O bairro lembra uma cidadezinha antiga com sua igrejinha no centro da praça rodeada por casas centenárias. Há vários restaurantes no bairro, quase todos conhecidos por sua leitoa, especialidade da região. Para aqueles que como eu não comem carne de porco, há outras opções deliciosas, sempre com cara de comida caseira. O Polaco (Rua José Bolete, 70, Pouso Alegre de Baixo) é o mais antigo e tradicional entre os restaurantes do bairro. Com excelente estrutura e área de lazer para crianças, o Mirante do Pouso (Rua Olindo Sorani, 150, Pouso Alegre de Baixo) é ótima opção para a família.

A noite, recomendo visitar o japonês Kaisho (Rua Tenente Lopes, 1311), meu restaurante favorito na cidade. Ambiente bonito, bom atendimento, música gostosa e comida deliciosa!

Kaisho Jaú

Se as compras não justificarem uma visita à cidade, pense em um roteiro conjunto com a vizinha Brotas, cidade belíssima com opções de atrações naturais imperdíveis e esportes de aventuras que agradam a quem quer ação. Outra alternativa é visitar também Barra Bonita, estância turística cortada pelo Rio Tietê.