Vale Night

Sorte daquele que tem com quem deixar o filho para um encontro romântico na sexta, sábado, segunda, qualquer dia! Esse é um dos costumes bem americanos que já entrou no meu livrinho de atividades, a se fazer, mas espera só as avós estarem a quilômetros dirigíveis de distância! Existem certos eventos e restaurantes que não comportam/querem/proibem criança a tira colo. Na minha concepção pré-maternidade isso não existia, aonde vai um, vai todo mundo. Hoje, bem sei que pela sanidade dos pais não é bem assim e mordi a língua.

A date with a view

Imagem: Erin Nekervis

Esses encontros são um respiro e tanto para a vida do casal. O vale night aqui em casa também funciona uma vez ao mês para que meu esposo e eu possamos sair sozinhos com nossos amigos. Enquanto um sai o outro fica em casa com a criança, dá banho, jantar, brinca, escova o dente e coloca para dormir. Papai tem alforria para ir jogar pocker ou assistir algum esporte, e eu junto as amigas e fazemos uma Sessão Terapia em restaurante ou na casa de alguém. É super divertido, dá para comer tranquilo, e faz um bem danado, afinal, depois da maternidade pensamos muito nas crianças e pouco em nós mesmas!

E você, adota o vale night com a sua família?

Casal com filhos

Imagem: Patrick Hui

 

Casais que dividem tarefas tem vida sexual melhor

Provavelmente você já suspeitava que a frase do título desse post é verdadeira. Enfim, suas suspeitas foram comprovadas por cientistas: é fato, dividir tarefas têm diversos benefícios…

casais com filhos

Imagem: Christian Crush (Flickr)

A pesquisa realizada pela Universidade Estadual da Geórgia avaliou 487 casais heterossexuais com crianças. Os casais foram divididos em três categorias: no primeiro grupo, as mulheres fizeram 60% ou mais do trabalho de cuidados com as crianças; no segundo grupo, os homens fizeram pelo menos 60% do trabalho; e no terceiro, homens e mulheres dividiram o cuidado com as crianças e cada fez entre 40 e 60% das tarefas. Também foram examinadas freqüência sexual, qualidade de vida sexual e qualidade do relacionamento, medidos através da quantidade de conflitos e satisfação geral com o relação.

Os pesquisadores descobriram que em relacionamentos em que as mulheres ficam com a maior carga de trabalho, a qualidade das relações entre homens e mulheres e suas vidas sexuais sofrem. Mas quando os casais dividem as tarefas de cuidados com as crianças, tanto a quantidade quanto a qualidade do sexo melhoram. Já quando os pais fazem a maior parte das tarefas, a quantidade de sexo é a mesma de casais com divisão mais igualitária dos cuidados com as crianças, no entanto, nestes casos, os pais também relataram ter a pior qualidade de sexo de suas vidas!

Ou seja, uma divisão equitativa das responsabilidades familiares pode significar muito para um casal, inclusive uma vida sexual mais animada!

Fonte: Working Mother

Casal separado: como manter uma relação saudável com o (a) ex quando há filhos?

A separação de um casal é um momento muito difícil para o mesmo assim como para os filhos. Sentimentos como fracasso, rejeição, abandono, entre outros são frequentemente experimentados por todos.

Atualmente ainda é comum ouvirmos comentários negativos a respeito de crianças de pais separados. Entretanto os frutos de casais que rompem um relacionamento não são sinônimos de pessoas problemáticas e infelizes. Crescer em um ambiente hostil pode ser mais traumático do que o desmembramento familiar. O que irá acarretar ou não conflitos para a prole será a forma de se administrar tal cisão.

Família, filhos, separação, maternidade hoje

A separação é um momento de luto e a elaboração desta perda precisará ser processada por todos os envolvidos. A maneira como cada um irá lidar com isto será sempre muito particular e dentro de um tempo próprio.

Existem ex maridos, ex esposas, porém não existem ex filhos. O par que se separa precisa ter foco na formação dos frutos oriundos da relação. Analisar quem tem melhores condições de ficar com os rebentos, estabelecer como será feita a organização financeira, são pontos para que este momento delicado possa ser vivido com menos prejuízo emocional para todos.

Pai e mãe são títulos adquiridos e permanentes. O afeto que será estabelecido e que criará laços dependerá do quanto de investimento emocional acontecerá neste relacionamento. Casais separados que conseguem demostrar atitudes comprometedoras com a formação de seus filhos, conseguem obter o respeito e o amor dos mesmos.

Como preservar a relação do casal após a chegada dos filhos

A expectativa do nascimento de uma criança geralmente é um marco na vida de um casal. Muitas são as fantasias e questões em relação à este que vai chegar: com quem será parecido? Será cabeludinho, carequinha? Qual a cor dos olhos? Qual o sexo? Que cor fazer o enxoval?

Por do sol, casal, dia dos namorados, maternidade hoje

Muitos são os preparativos para que tudo aconteça da melhor maneira possível. Entretanto, após a chegada do bebê muitas mudanças ocorrem na rotina das famílias. Em um primeiro momento os pais ficam voltados para a criança motivados pelos intensos cuidados que a mesma necessita. Aos poucos as tarefas tornam-se rotineiras e o novo ser irá se integrando a seu lar.

Nesta fase é muito comum ocorrer um abalo na relação do casal. O par vem de famílias diferentes e com pensamentos às vezes divergentes de como criar a criança. Por vezes esta diferença de opinião soa dentro do relacionamento como pessoal e ambos podem se sentir desprezados dentro da relação marido x mulher.

É fundamental que o casal converse bastante sobre seus sentimentos e comece a retomar sua intimidade enquanto homem e mulher para fortalecerem a relação e que não se ocupem apenas com os papéis de pai e mãe. Talvez alguns programas feitos a dois antes da chegada do rebento tenham que ficar em suspenso por algum tempo, mas com criatividade podem ser substituídos. Por exemplo: criar uma rotina como colocar os filhos para dormirem a uma mesma hora e assim terem um tempo para conversarem, assistirem à um filme, tomarem um vinho… Contar com a ajuda de um parente ou uma babá de vez em quando para saírem para um jantar, cinema, teatro ou até mesmo fazerem uma viagem…

Ainda: pequenos gestos diários como elogios mútuos, palavras de carinho, um bilhetinho, uma mensagem no meio do dia são ferramentas simples porém muito eficazes no desenvolvimento e manutenção de habilidades amorosas e fazem toda a diferença no fortalecimento do casamento.

Um casal feliz em sua relação transmite segurança e tranquilidade à sua prole e se fortifica tornando as variações da vida familiar mais leves.