Palestra Empodere-se e se Redescubra

Temos um convite especial para você! No dia 23/9, Vanessa Mello, psicóloga e uma das colaboradoras desse blog, fará uma palestra em São Paulo com o tema “Empodere-se e se Redescubra” – que foi assunto recente por aqui também.

As inscrições podem ser feitas através do e-mail ou telefones abaixo.

Palestra Empodere-se

Empodere-se e se redescubra

Maternidade Hoje_empodere-se e se redescubra

Primeiramente gostaria de dar meu depoimento: sou uma mulher super Empoderada, muito feliz com o que sou, orgulhosa pelo que já fui e persistente e focada no que ainda quero e vou ser!

Para que possamos começar a repensar nossas ações e pensamentos devemos primeiro entender o conceito de Empoderar que se refere a dar ou concentrar poder ou domínio para você e para o próximo, de ter a consciência de sua importância, de seu posicionamento e papel na sociedade para que assim lute por todos os seus direitos.

A Onu instituiu os Sete Princípios de Empoderamento das Mulheres que defendem a igualdade dos gêneros tanto no ambiente corporativo como na sociedade em todos os níveis, onde homens e mulheres devem ser tratados de maneira justa e com respeito, sem que exista a discriminação.

Estes princípios defendem também o desenvolvimento da mulher através da educação e do empreendedorismo, enfim, destaca a igualdade de gêneros, de direitos e o papel da mulher na sociedade.

Sabemos que existe ainda muita desigualdade entre homens e mulheres, no ambiente corporativo, na política e em nosso papel na sociedade, mas buscar o nosso espaço, mostrar sempre que somos capazes, que fazemos a diferença é o primeiro passo para garantir nosso destaque neste cenário!

Hoje muitas mulheres são empresárias e ocupam cargos e lugares na sociedade que anteriormente eram dominados por homens, então muitas coisas já mudaram e muitas ainda mudarão!

Falar sobre Empoderamento é maravilhoso afinal, todas nós mulheres somos poderosas:
super mães, profissionais, esposas, donas de casa e super competentes em tudo que fazemos!
Nos desdobramos em 1.000 todos os dias para cuidar de nossa família, trabalho, casa, mercado, filhos, parceiros, farmácia, mais trabalho, ufa, o palco da vida nos traz tantos papéis e damos conta?

É claro que sim! E ainda falam que somos o “sexo frágil”, mas na realidade somos maravilhosas e batalhadoras, delicadas sim e não frágeis!

Poucas horas de sono, muita preocupação, muita dedicação, muito carinho é depositado em tudo que fazemos e ainda ficamos alertas 25 horas por dia!

Existe um grande problema em sermos tão multitarefas e ocuparmos tantos papéis assim durante o nosso dia e nossas vidas: muitas de nós se esquecem do principal papel, da atriz principal deste palco: NÓS MESMAS!

Maternidade Hoje_empodere-se e se redescubra2
Muitas mulheres com a correria, a maternidade, o trabalho e todos os afazeres diários se esquecem delas mesmas, de sua autoconfiança, de seu amor próprio, de carinhos e cuidados pessoais e acabam se tornando depressivas, desanimadas e a autoestima fica muito, mas muito abalada ou por um fio da inexistência.

Quando elas nos procuram buscam seu autoconhecimento, retomar sua autoestima, organizar suas rotinas para terem mais tempo para elas e à cima de tudo se reencontrar!

Mostramos para cada uma destas mulheres através de diversas técnicas o quanto elas são capazes, poderosas, maravilhosas em tudo que se dispõe a fazer e lindas, sim lindas!

Padrões são impostos pela sociedade, mas cada uma de nós tem sua beleza interna e externa, todas nós temos defeitos e o direito de errar, afinal somos humanas mesmo que “super mulheres” e devemos sempre perceber que nossas qualidades superam tudo!

Se cultivarmos sempre pensamentos positivos, soubermos reconhecer nosso potencial, nosso papel, nossas qualidades e deixarmos nossas crenças limitantes, medos e barreiras impostas por nós mesmas de lado, nosso brilho para o mundo lá fora irá refletir!

Se eu me vejo maravilhosa o mundo me enxerga EXCEPCIONAL!

A maior dica que posso dar a você é pensar positivo, pois atraímos o que pensamos e acreditar que é capaz, não desistir de seus sonhos e de seus ideais nunca!

Você é responsável pelas suas escolhas, pela sua vida e você pode e merece tudo que desejar, lutar é essencial, assim como errar e acertar faz parte da vida de todos nós!

Separe pelo menos 15 minutos por dia para você, ame mais, se cobre menos e tenha uma vida mais leve, pense nisso!


Vanessa Mello, empresária, proprietária da Angel´s Psico, mãe do Kaique de 06 anos, casada a mais de 15 anos, Empoderada e super feliz!

Entregue para a sociedade os homens que você gostaria de ter recebido

Inspiração de assunto para debater em família nesse próximo dia dos Pais!

Está na hora de nós, mães de meninos, começarmos a mudar algumas coisas nesse mundo. Em uma troca de mensagens de celular uma amiga enviou a imagem do projeto que ela está liderando em casa, seguido da frase: “Entregue para a sociedade os homens que você gostaria de ter recebido”!  Encontrei o gancho perfeito para entrar nesse assunto por aqui.

Uma matéria no The New York Times traz à tona que parte da diferença entre os salários de homens e mulheres que vemos hoje pode ser culpa de como somos educados,  começando ainda criança, em casa mesmo, na divisão e execução de tarefas domésticas.

A socióloga Sandra Hofferth,  da University of Maryland, afirma que estar envolvido com tarefas de casa desde pequeno é como as crianças aprendem a fazer isso. Uma das pesquisas revelou que meninos entre 15 e 19  fazem 30 minutos de tarefas domésticas por dia, contra 45 minutos delas.  Sabemos que esse serviço da casa sempre acaba ficando em  ombros femininos e essa é uma das razões de mulheres ganharem menos que homens nas suas carreiras. Segundo os pesquisadores equalizando essas atividades desde criança preparamos meninas para trabalhos remunerados, mas também os meninos  para tarefas não remuneradas que precisam ser realizadas.

Em casa não posso reclamar, minha sogra foi uma precursora bastante eficiente nesse tipo de educação. Não precisa falar para lavar a louça, tirar a roupa do varal, trocar a sacola do lixo, está lá … viu que precisa arrumar tome a iniciativa e faça.

 

 

Mãe e bebê no Cinema

Está de licença maternidade ou já cansou de ficar sozinha o dia inteiro com o bebê? O Cine Materna é um motivo e tanto para sair de casa com as crianças até nos dias frios e depressivos.

As sessões do CineMaterna proporcionam para mamães e papais um ambiente totalmente preparado para receber bebês de até 18 meses. O volume é reduzido – para os pequenos não se assustarem, os trocadores de fraldas ficam no cinema, o ar condicionado é suave, o ambiente é levemente iluminado, a sala recebe ainda um tapete especial para relaxar na primeira fila, além do café e bate papo que acontece após o filme – para troca de experiências entre os presentes. Legal, né?

Para saber se a sua cidade tem Cinema apoiador do projeto e as datas das próximas sessões basta fazer a busca pelo site: http://www.cinematerna.org.br

Em Curitiba a programação é por votação. Dá uma olhada aqui:

Screen Shot 2018-06-05 at 3.08.40 PM

Procura-se: Mãe Advogada

Se você é advogada e está repensando a carreira após a maternidade, este post é para você.

pexels-photo-534204

O escritório de advocacia SV Law, com atividades no Rio e SP,  está selecionando advogadas sêniores que estejam vivendo a experiência da maternidade para fazer parte da equipe. É o Projeto Mães Advogadas que visa traçar soluções para as mães que se encontram neste momento da carreira, adotando, por exemplo, carga horária flexível. As profissionais podem atuar em atividades como treinamento interno, produção de artigos, participação em palestras, congressos, eventos internos e outros projetos específicos.

O Projeto Mães Advogadas está em busca de profissionais com filhos de até 3 anos de idade que enxerguem propósito na prática do direito e busquem conciliar a maternidade com as atividades jurídicas. Mais informações e inscrições podem ser realizadas pelo site