Brincadeira é coisa séria!

Inicio este pequeno texto  tomando emprestado algumas frases da música Aquarela de Toquinho:

Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo

E com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo

Corro  o lápis em torno da mão e me dou uma luva

E se faço chover, com dois riscos tenho um grande guarda-chuva…

Esta música além de possuir uma deliciosa melodia retrata muito bem a questão lúdica presente na nossa imaginação.

Brincar diverte e é uma atividade essencial para o desenvolvimento  emocional de todos nós seres humanos. O desenvolvimento subjetivo na infância fica muito dividido entre a realidade e a ficção. Fantasiar é uma saída para se conseguir uma solução para uma questão. Tomando um pedaço do texto acima: se faço chover, busco um guarda-chuva. Esta é uma resolução pensando em não se  molhar, por exemplo.

Brincar é coisa séria

Não raro no reino dos pequenos frequentemente nos deparamos com os mesmos transformando cabos de vassouras em cavalinhos, pedaços de madeira envolvidos em panos que viram bonecos e tantas outras coisas sendo possíveis de acontecerem no mundo do faz de contas.

Alguns valores que podemos obter através da brincadeira:

  • É prazeroso e portanto nos leva a gostar de viver
  • Estimula a criatividade  desenvolvendo habilidades de  saídas para as mais diversas situações
  • Nos insere em uma cultura através das vivências de  situações do dia a dia  possibilitando responder aos apelos desta.

Criança e brincadeira deveriam andar sempre de mãos dadas.

À todos os pais que sentem ou já sentiram o gostinho de felicidade ao relembrarem seus tempos  de crianças através de um post no Facebook ou até mesmo por uma lembrança espontânea, que tal organizarem a agenda de seus filhos de tal maneira que consigam incluir tempo para que os mesmos brinquem livremente?