Quando o estilo dos pais de educar os filhos entra em choque

As diferenças de opiniões não são necessariamente ruins se nos permitirmos escutar um outro parecer. Pode aí ficar colocada uma possibilidade de diálogo bem como possibilitar um novo olhar para algo que muitas vezes até nos causa sofrimento.

Existem muitos estilos de pensamentos. Uma das muitas definições da palavra estilo: modo pela qual um indivíduo usa os recursos da linguagem para expressar verbalmente ou por escrito, pensamentos, sentimentos ou para fazer declarações, pronunciamentos, etc.

Esta definição diz bem da singularidade de cada humano ao se relacionar com o mundo. Um lugar riquíssimo para o desenvolvimento da linguagem está na família. Pais e filhos usam palavras, gestos, toques, para se comunicarem o tempo todo. A família é a primeira escola de todos nós neste universo dos sentidos. Sendo assim é comum que o casal traga suas experiências familiares para a criação de seus filhos.

educação, estilos de educação

Imagem: Rebecca VC1

Naturalmente o par irá se deparar com pontos de discordâncias que precisarão ser encarados através de conversas e avaliados com muita sinceridade no tocante a relevância ou não das opiniões contrárias. Partilhar a criação de um filho, coloca os pais no papel de educadores que devem desempenhar. Encontrar um meio termo para conduzir um assunto com pontos de vista diferentes é sempre desafiador.

Por mais que algumas situações vivenciadas com os filhos sejam semelhantes às próprias , haverá diferenças importantes: os protagonistas da história familiar em questão, o tempo atual, as tecnologias existentes,etc.

Talvez nos momentos de conflito, focar nos sentimentos de amor, companheirismo e confiança entre o casal possam colaborar para que as diferenças do dia a dia se tornem mais leves na arte de construir a tão desejada família tijolinho por tijolinho.